O Motor Central

de sua ebike ipedal

Imagine pedalar num planeta com metade da força gravitacional da Terra... para transpor o mesmo obstáculo, você faria metade da força.
Ao sair da imobilidade, você atingiria velocidades maiores num espaço de tempo menor. Você se veria percorrendo longas distâncias gastando menos energia e quando você se deparasse com uma subida, conseguiria vencê-la com mais facilidade.
É mais ou menos isso que acontece quando você pedala uma ebike.

O velho motor no cubo

Graças ao aprimoramento da tecnologia de fabricação de motores sem escovas, estes puderam começar a ser aplicados em bicicletas. Uma vez que estes motores conseguem funcionar em uma grande faixa de rotações, a primeira ideia de ebike que foi introduzida no mercado mundial utilizou um motor no cubo. Este primeiro motor despeja todo seu torque diretamente na roda, o que significa que, da imobilidade até velocidades mais altas, existe uma progressão de potência que possui uma relação direta com o peso do ciclista.

 

Na prática, a ebike sai da imobilidade devagarzinho e deslancha conforme aumenta a velocidade.

Normalmente esse tipo de motor não pode ser chamado de "pedal assistido" por não contar com uma relação direta com o pedal, requerendo um acelerador.

O motor no cubo funciona bem no plano e devido a sua construção simples, que não conta com engrenagens, é o mais barato.

O problema começa quando chega a ladeira, pois o motor não consegue subir a não ser que seja muito potente e aí aparece outro problema que é a perda de autonomia pelo esgotamento da bateria. Por conta disso, as ebikes com motor no cubo já fazem parte do passado nos países de primeiro mundo. Praticamente todos os grandes fabricantes de ebikes do mundo, sequer possuem uma versão que utilize motor no cubo.

O baixo custo é o apelo para o consumidor brasileiro, mas será que vale a pena se a experiência é tão sofrível?

O motor central

A iPedal olha para o futuro e uma experiência realmente maneira de ebike só é possível com o motor central. Este tipo de motor, além de contar com engrenagens internas de reduções, atua no conjunto de tração (pedivela e cassete traseiro) ao invés do cubo. Como a potência do motor é regulada pelo ato de pedalar, não requerendo acelerador manual, é muito mais gostoso de andar, e a força, especialmente quando chegam as ladeiras, é incomparável.

Vale lembrar que todas as ebikes dedicadas do mundo usam motor central.

Vantagens do motor Central

1) Maior faixa de torque permite força nas ladeiras e velocidade nas retas através do uso das relações do câmbio da bicicleta.

2) Menos consumo de bateria devido ao melhor aproveitamento de torque.

3) Montagem mais simples (o controlador fica dentro do motor, desobrigando a instalação externa como nos motores para cubo).

4) Não obriga a troca da roda (aro, raios e cubo) como no motor de cubo.

5) Garante uma experiência de pedalar inalterada devido aos sensores nos pedais.

ligue já +55 11 94767-9263

o "e" de sua      bike

  • Instagram - Cinza Círculo
  • Facebook - círculo cinza
  • Twitter - círculo cinza
  • YouTube - círculo cinza

Rua Antônio André Rodrigues, 101
Chácara Mafalda
São Paulo - SP, 03372-030
ebike@ipedal.com.br

©2019 por Sivuca.

Motor Central TSDZ2 iPedal

Esta é a Groove Urban equipada com motor Tongsheng TSDZ2 com sensor de torque nos pedais